Arquivos

Saber Viver implica humildade e originalidade numa busca incessante

A informação em saúde e bem-estar registou progressos consideráveis na última década, acompanhando a evolução da Medicina e restantes áreas do saber em Saúde. Assim, a literacia sobre adoção de estilos de vida saudáveis também aumentou, gerando melhores comportamentos preventivos face às doenças, embora ainda haja muitas melhorias a atingir nestas áreas comportamentais. |Por Daniela Gonçalves Daniela Gonçalves_Por Filipa Gonçalves.JPG
Por outro lado… A busca por um sentido maior em torno da existência insere-se noutros domínios dificilmente “catalogados”, por fluírem – muitas vezes – de forma individual, longe de receitas mágicas aplicáveis a todos. Se é verdade que a prevenção e os cuidados em saúde devem basear-se no que de mais avançado em Medicina baseada na evidência existe (sendo a Medicina de hoje uma Dádiva incrível), o mesmo não sucede com os percursos individuais de procura da verdadeira aceção do conceito saber viver, que transcende a saúde física.
Se nos campos científicos podemos encontrar regularidades, estabelecer médias e padrões, o mesmo não ocorre na dialética profunda da busca por um sentido existencial. Tal não significa que tenhamos todos que ir para um mosteiro ou sermos eremitas. Mas é imperioso compreender que existem vários caminhos e – muitas vezes- incógnitos para entender e vivenciar o significado de “saber viver”, não existindo parafarmácias em forma de fontes de informação, oferecendo promessas de pacotes turísticos de bem estar no quotidiano, com base na informação veiculada.

DSC04864

Daniela Gonçalves// Créditos da imagem: Paula Cardoso

Desse modo, há que sublinhar o sentido filosófico de uma busca que todos percorremos – uns conscientes, outros menos… E dizer que projetos como a Saber Viver Lisboa TV não oferecem “receitas mágicas”, mas sim fomentam a reflexão e indagação, facultando pistas e ferramentas para se questionar a realidade psicossociológica. Não abrimos as gavetas ordenadas de uma cómoda bonita, porém apertada nos seus conteúdos, mas antes lançamos pistas de pensamento e interrogação, porque a vida nada mais é até ao seu término do que uma busca de sentido maior. Assim, cuidar do corpo e mente revela-se fundamental, mas crucial é também atender às necessidades da alma, descodificando os seus objetivos metafísicos (e espirituais) nesta vida… Em suma: é indispensável descobrir e usar as linguagens da nossa alma. E essa semiótica sagrada encontra-se individualmente, percorrendo um caminho… Projetos como a Saber Viver Lisboa TV não indicam o caminho, tão somente lançam pistas que funcionam como luzes que iluminam a nossa perceção dos possíveis caminhos a percorrer nesta jornada rumo ao destino final: SABER VIVER.

Daniela Gonçalves_desenho de Filipa Gonçalves

Daniela Gonçalves retratada por Filipa Gonçalves

Anúncios

Fotografia//Afetividade, espiritualidade e crescimento cultural em viagens

Quis sentir o pulsar do mundo, desvendar a alma humana, nas suas múltiplas manifestações culturais e partilhar as suas descobertas com todos. Nuno Lobito, repórter fotográfico, conheceu mais de 200 países e fotografou afetos, mergulhados num ambiente de profunda espiritualidade. Bebeu os ensinamentos decorrentes do diálogo intercultural, cresceu como ser humano ao descobrir-se espiritualmente e transformou todo esse crescimento em fotografia. Apresenta, agora, a sua exposição ´Laços – Mais do que Viajar`, no Museu do Oriente, em Lisboa. Saiba mais, assistindo à reportagem da Saber Viver Lisboa TV.

Para obter informação adicional, contactar Nuno Lobito: nunolobito@gmail.com

Texto, entrevista, recolha e edição de imagem: Por Daniela Gonçalves
Saber Viver Lisboa TV: o canal que aprende consigo!
http://www.sabervivertv.wordpress.com