Teatro: “Longe do Corpo”, perto da Alma e da humanidade

A Saber Viver Lisboa TV dá-lhe a conhecer a sua interpretação de uma peça de teatro que nos une em torno da condição humana e vence preconceitos, com coragem, amor e criatividade. Conheça o essencial de Longe do Corpo”, que subiu aos palcos do Teatro Joaquim Benite, em Almada. Reportagem e Crónica: Por Daniela Gonçalves

Created with Nokia Smart Cam

Créditos da imagem: Daniela Gonçalves

Plena de significado, cor e emoções fortes, “Longe do Corpo” estimula a nossa consciência e coração do início ao fim da peça. O argumento incide sobre a vivência dolorosa da transexualidade por parte de um homem que sempre se sentiu mulher. A personagem foi baptizada como Carlos, todavia sempre se identificou intimamente como Carlota. Social e familiarmente impelido a ser o que o seu corpo e nome sugeriam, Carlos é uma fachada, uma triste janela, de uma casa enorme, profunda e florida de sonhos femininos. A sua alma é de uma mulher em todos os sentidos…Daí se sentir “Longe do Corpo”… O drama da personagem é amplificado pelo facto de ter crescido numa terra pequena e muito conservadora. Mas no seu quarto, Carlota ganha vida, apesar de se sentir oprimida e triste. E tem como fonte de vida e inspiração a sua irmã, que é um exemplo de feminilidade para si. Mas há um momento de emancipação de “Carlota”. A sua felicidade e coragem sobressaem quando descobre o amor de um homem que, aparentemente se apaixona não pelo seu corpo mas pela sua alma, intrinsecamente reservada e feminina. O romance parece quase perfeito, mas a realidade social do preconceito coloca “Carlota” contra a parede. Fica em aberto se se enforca perante as represálias feitas à sua família devido à sua transexualidade ou se estará em causa uma “forca psicológica e existencial”, perante a obrigação de abandonar o seu amor e regressar à vida de fachada enquanto “Carlos”.
Notas musicais de guitarra acompanham vários atos da peça, num convite ao mergulho na alma de “Carlota” e a uma viagem por todo o universo humano, porque todos sentimos, sonhamos, sofremos. Porque somos todos pessoas. E a empatia supera, ou pelo menos, deverá vencer o preconceito. Assista ao vídeo gravado antes do início da peça e conheça uma das personagens que marcam o percurso de Carlota, no decurso da história.

Created with Nokia Smart Cam

Créditos da imagem: Daniela Gonçalves

 

Created with Nokia Smart Cam

Créditos da imagem: Daniela Gonçalves

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s