Archive | Outubro 2014

Saber mais e cuidar melhor da saúde no outono

Quais os cuidados que devemos ter, no outono, para termos uma boa saúde e adquirirmos energia para o inverno? Será que o organismo fica mais sensível nestas estações? Apresentamos-lhe a visão da Medicina Tradicional Chinesa sobre este tema, pela voz da médica Wenchian Chen, diretora clínica do Centro de Terapias Chinesas, em Lisboa. Aproveitámos também para aferir o grau de conhecimento que alguns lisboetas têm no que concerne à saúde e, em específico, à nutrição, no outono. Saiba mais assistindo à reportagem realizada em Benfica.

Entrevista, reportagem, recolha e edição de imagem: Por Daniela Gonçalves

Construir um mundo melhor para as pessoas com psoríase

A PSOPortugal – Associação Portuguesa de Psoríase comemora, no dia 29 de outubro, o Dia Mundial da Psoríase que este ano, sob o lema “Construir um Mundo Melhor para as Pessoas com Psoríase”, pretende avaliar as necessidades que podem promover a maior qualidade de vida dos doentes com psoríase e atenuar a discriminação que estes enfrentam diariamente.

Por Paulo Ferreira, dermatologista e colaborador da PSOPortugal

A psoríase continua a provocar alguma desconfiança na maioria das pessoas, muito devido ao desconhecimento em torno desta doença. A ideia errada de que a psoríase é uma doença contagiosa, é altamente discriminatória. Os próprios doentes acabam por sentir-se angustiados e veem a sua autoestima e bem-estar social diminuir. É cada vez mais importante consciencializar as pessoas para a doença e informá-las de que a psoríase é uma doença não contagiosa, que não tem cura mas tem tratamento.

Por ser uma doença de pele, a psoríase manifesta-se em zonas expostas, como a face, couro cabeludo, mãos, unhas, provocando um grave desconforto para os doentes, ao ponto de muitos deles se isolarem e optarem por esconder a doença da família, dos amigos e no local de trabalho.

Conhecer a psoríase e tratá-la ajuda a melhorar a qualidade de vida dos doentes e a desmistificar o preconceito associado.

A psoríase afeta cerca de 2 a 3 por dento da população portuguesa, cerca de 250 mil pessoas, e é uma doença crónica da pele, autoimune e que pode surgir em qualquer idade. É caracterizada pelo surgimento de lesões avermelhadas, espessas e descamativas, que afetam sobretudo os cotovelos, joelhos, região lombar, couro cabeludo e unhas. Estima-se que cerca de 125 milhões de pessoas em todo o mundo sofram de psoríase e cerca de 10 por cento acabam por desenvolver artrite psoriática, uma doença crónica inflamatória associada à psoríase.

Para mais informações consulte www.psoportugal.pt

Sobre o Dia Mundial da Psoríase

O Dia Mundial da Psoríase, a 29 de Outubro, foi celebrado mundialmente, pela primeira vez, em 2004, tendo sido instituído para mostrar à sociedade uma doença escondida. Trata-se de um evento verdadeiramente global que se propõe a dar voz aos 125 milhões de pessoas que sofrem de psoríase/artrite psoriática.

Saúde das costas de A a Z na infância


A prevenção das doenças da coluna começa na infância. Foi com esse enfoque que a campanha “Olhe pelas suas costas” chegou ao colégio “A Formiguinha”, em Sintra. Oitenta crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 9 anos aprenderam alguns cuidados essenciais que devem ter com a preparação das suas mochilas e muitas coisas mais… Porque a brincar também se aprende. A aula contou com a adesão dos alunos e foi leccionada por Anabela Nabais, neurocirurgiã e participante na campanha “Olhe pelas suas costas”. Veja a forma como as crianças interagiram com a especialista – no Dia Mundial da Coluna –  e a sua atenção face ao tema da prevenção de dores e doenças da coluna.

Texto, entrevistas, recolha e edição de imagem:
Por Daniela Gonçalves

Saber comunicar a Astrologia é essencial para o seu entendimento

A Astrologia é, frequentemente, confundida com um sistema de crenças ou encarada como uma superstição. Mas a verdadeira essência desta área do saber é outra. A Saber Viver Lisboa TV foi procurar respostas e perceber a metodologia de estudo da Astrologia. Porque, acima de tudo, o que nos move é a quebra de preconceitos, que dificultam o apuramento dos factos. Saiba mais sobre este tema, assistindo à entrevista que fizemos a Isabel Guimarães, presidente da Associação Portuguesa de Astrologia e a Luíza Azancot, diretora editorial do jornal astrológico “4 Estações”, publicação da mesma associação.

Para obter informação adicional, consulte:

http://www.associacaoportuguesadeastrologia.com

Curiosidade: Após a entrevista, resolvemos dar continuidade à conversa e apanhámos o mesmo táxi. Durante a viagem, um jovem taxista apreciou a conversa analítica em torno da Astrologia e revelou que desconhecia ser esta área um campo de estudo “tão rigoroso e interessante”. Frisou ainda que as informações debatidas pelas astrólogas Isabel Guimarães e Luíza Azancot “não lembravam” as que a sua avó costuma ler nas revistas sobre a influência dos astros nas nossas vidas. Porque será? Veja a entrevista para obter mais respostas. 

Texto, entrevista, recolha e edição de imagem: Por Daniela Gonçalves

Caligrafia japonesa: uma arte visual e musical que transcende a linguística

A Saber Viver Lisboa TV marcou presença na inauguração da exposição de caligrafia japonesa, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, e conversou com os mestres Seizan Ichizawa e Hisako Shida e com Kiyohiko Arafune, o presidente da Academia de Arte Caligráfica do Japão, responsável pela organização da iniciativa. Saiba mais, assistindo à reportagem que inclui entrevistas e demonstrações de caligrafia japonesa.

Texto, entrevistas, recolha e edição de imagem: Por Daniela Gonçalves

“Oeiras Solidária” completa dez anos com assinatura de novos protocolos

A Câmara Municipal de Oeiras assinou, esta semana, protocolos de cooperação, no âmbito da promoção da responsabilidade social, com o Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, Oeiras Invest, AERLIS (Associação Empresarial da Região de Lisboa, Grace – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial e Associação CAIS. O encontro protocolar aconteceu, no momento em que o programa “Oeiras Solidária” celebra dez anos. Conheça este projeto e saiba mais sobre o papel mediador da Câmara Municipal de Oeiras, assistindo à reportagem e entrevista que a Saber Viver Lisboa TV fez a Paulo Vistas, presidente da autarquia.

Texto, entrevista, recolha e edição de imagem: Por Daniela Gonçalves